Transparência


O Dropbox tem o compromisso de ser o mais transparente possível sobre como gerenciamos suas informações, enquanto mantemos tudo seguro e privado. Acreditamos que os dados de nossos usuários devem receber as mesmas proteções legais, independentemente de estarem armazenados em nossos serviços, em sua empresa ou residência.

Solicitações de dados pelo governo

Como a maioria dos serviços, às vezes recebemos solicitações de informações sobre usuários pelo governo. Achamos que a frequência dessas solicitações deve ser um dado à disposição de todos. Assim, duas vezes por ano, publicamos um relatório de transparência que detalha quantas solicitações de dados recebemos do governo. Fomos uma das primeiras empresas a publicar um relatório de transparência e nos comprometemos a continuar publicando essas informações importantes.

Também criamos o documento Princípios de solicitação de dados pelo governo, que descreve a forma como lidamos com as solicitações que recebemos e como tentaremos mudar as leis para que protejam mais a privacidade dos usuários. Respeitaremos esses princípios ao receber, examinar e responder às solicitações de dados de nossos usuários pelo governo.

  • Transparência. Serviços on-line deveriam poder informar o número exato de solicitações de dados pelo governo, o número de contas afetadas por essas solicitações e as leis usadas para justificá-las. Vamos continuar defendendo o direito de fornecer essas informações importantes.

  • Recusa de solicitações muito abrangentes. As solicitações de dados pelo governo deveriam ser limitadas a pessoas e investigações específicas. Vamos recusar pedidos dirigidos a grandes grupos de pessoas ou que busquem informações não relacionadas a uma investigação específica.

  • Proteção a todos os usuários. As leis que autorizam governos a solicitar dados de usuários de serviços on-line não deveriam tratar as pessoas de maneira diferente com base em nacionalidade ou no país onde vivem. Envidaremos esforços para reformar essas leis.

  • Oferta de serviços confiáveis. Os governos nunca deveriam instalar backdoors em serviços on-line ou comprometer a infraestrutura desses serviços para obter dados de usuários. Vamos continuar nos esforçando para proteger nossos sistemas e mudar as leis a fim de deixar clara a ilegalidade desse tipo de atividade.