Dispositivos
de armazenamento

Usar dispositivos de armazenamento para compartilhar arquivos

As empresas que usam arquivos grandes muitas vezes têm dificuldade de trabalhar em equipe. Os limites de tamanho de arquivo para envios por e-mail tornam essa solução impossível para todos, mas também pode ser complicado lidar com arquivos menores e FTPs. Muitas equipes acabam salvando arquivos em pendrives, cartões SD ou unidades rígidas externas. Depois, cada membro da equipe precisa entregar os dispositivos aos outros colegas para que possam copiar os arquivos.

Embora seja uma forma econômica de compartilhar arquivos, essa solução não oferece vantagens em termos de sincronização ou histórico de versões de arquivos, e ainda resulta em problemas de segurança se os arquivos não forem excluídos manualmente de cada dispositivo após o uso.

Contexto

Antes da internet, a única maneira de compartilhar dados era com a movimentação física de dispositivos de armazenamento entre computadores. Já progredimos muito, mas os dispositivos de armazenamento ainda estão presentes em diversos setores. Arquivos brutos de vídeo, fotografias em alta resolução e bancos de dados extensos são apenas alguns exemplos de quando um pendrive pode ser mais eficiente que a transferência de arquivos através de uma conexão de rede.

Latência versus largura de banda

Conexões de rede exigem sempre um equilíbrio entre latência e largura de banda. Latência se refere ao tempo que uma mensagem leva para chegar ao destino, enquanto a largura de banda é a quantidade de dados que pode ser transferida num determinado período de tempo. No geral, as redes se esforçam para manter menor latência e maior largura de banda.

Por exemplo, quando você envia uma mensagem de texto pelo celular, o destinatário a recebe quase na mesma hora. Esse é um exemplo de latência relativamente baixa das redes de celular. Porém, se você enviar uma imagem de alta resolução, o envio leva pelo menos alguns segundos, porque as redes de celular têm baixa largura de banda.

Como solução de compartilhamento de arquivos, os dispositivos de armazenamento são exatamente o oposto disso. Apesar de terem alta latência, esses dispositivos compensam por terem largura de banda relativamente alta. Por exemplo, escrever uma mensagem e correr até um colega de trabalho no andar de baixo para entregá-la pode demorar (alta latência), mas se você pegar uma unidade rígida removível, você pode transferir muita informação (alta largura de banda).