Aproveite o poder da mentalidade de crescimento

Descubra as diferenças entre as mentalidades de crescimento e fixa para poder nutrir melhorias contínuas em sua equipe.

O que é mentalidade fixa e de crescimento? 

Dizem que o cérebro humano é infinitamente mais poderoso do que qualquer computador, mas isso nem sempre ajuda se a abordagem para usá-lo for errada. Enquanto um computador pode completar a mesma tarefa um número infinito de vezes, uma equipe precisa da mentalidade e do encorajamento certos para alcançar seus objetivos. É aí que entra a mentalidade de crescimento.

A mentalidade de crescimento e sua oposta, a fixa, é um conceito desenvolvido pela psicóloga da Universidade de Stanford, Carol Dweck, como descrito em seu livro Mindset: The New Psychology of Success. A pesquisa de Dweck define uma mentalidade como uma “autopercepção”, em outras palavras, é como você se vê. Estando você ciente da sua opinião sobre si mesmo ou não, esta mentalidade tem um enorme impacto na sua vida diária.

Como resultado de décadas de pesquisa sobre as atitudes de crianças durante o ensino fundamental e o médio, Dweck identificou dois caminhos claros que moldavam a forma como esses jovens lidavam com o fracasso: mentalidades fixas ou de crescimento.

A mentalidade fixa

A mentalidade fixa é, como o nome sugere, aquela em que uma pessoa acredita que as coisas são fixadas de uma determinada maneira e imutáveis. Embora isso possa parecer antiquado ou de mente fechada, Dweck afirma que a mentalidade fixa pode ser tanto sobre ter uma opinião positiva ou negativa sobre si mesmo. Uma mentalidade fixa positiva de “Eu sou inteligente” ou “Eu sou talentoso” pode incentivar a alta autoestima. Uma mentalidade fixa negativa de “Eu sou estúpido” ou “Eu não tenho um talento claro” pode levar à autodepreciação.

Não importa como uma pessoa com mentalidade fixa se sinta, Dweck sugere que o fracasso ainda é inevitável, pois a pessoa não será capaz de ver a mudança como uma opção válida.

A mentalidade de crescimento

A outra mentalidade, preferível, é a mentalidade de crescimento. Um indivíduo que opera em uma mentalidade de crescimento ainda pode ter uma opinião abertamente positiva “Eu sou altamente criativo” ou duramente crítica “Eu não sou nem um pouco talentoso”, mas as principais diferenças se baseiam na crença que ele possui de que isso pode ser alterado. Ele acredita que através do trabalho árduo, da dedicação e da vontade de adotar novas estratégias, ele pode desenvolver suas qualidades básicas para finalmente se tornar alguém verdadeiramente realizado.

Exemplos de mentalidade fixa

Vamos dar uma olhada na mentalidade fixa e ver como ela pode prejudicar uma pessoa em sua vida diária. Gerald é um jovem com uma mentalidade fixa. Isso deu a ele a crença inabalável de que ele é altamente talentoso em esportes e fitness, mas totalmente incapaz em matemática, ciência e materiais acadêmicas tradicionais. Gerald, portanto, não se esforça para melhorar nessas áreas, pois acredita que sua inteligência simplesmente não foi feita para isso.

Ele também não necessariamente se esforça na área de sua maior habilidade, pois acredita que o talento preparou o caminho para ele, assim como no passado. Gerald entrará na faculdade com uma bolsa de futebol, por isso, não vê necessidade de se esforçar. Quando confrontado por suas falhas, inventa desculpas como: “Eu estava muito ocupado treinando e não estudei para essa prova” e assim por diante.

Exemplos de mentalidade de crescimento

A mentalidade de crescimento pode enfrentar o mesmo conjunto de circunstâncias, mas as aborda de uma forma totalmente diferente, mais positiva e produtiva:

Jessica é uma mulher que opera em uma mentalidade de crescimento. Jessica, sem dúvidas, não tem muito talento para esportes, e seu desempenho na sala de aula é mediano. Jessica sabe que, para entrar na faculdade que escolheu, precisa melhorar em ambas as áreas. Ela instintivamente sabe que, para ter um desempenho melhor, não pode ser complacente. Ela não percebe suas habilidades básicas ou inteligência como obstáculos, mas sim como pontos de partida dos quais pode crescer.

Como Jessica reflete sobre suas deficiências, ela é capaz de entender onde errou e aplicar esse conhecimento em seus estudos futuros. Através do trabalho árduo e da crença total de que a dedicação vai valer a pena, tanto as notas de Jessica quanto o desempenho nos esportes melhoram. Embora nunca venha a ter a habilidade esportiva natural que Gerald tem, ela ainda poderá fazer avanços positivos e significativos que são valiosos.

O que isso significa para o sua empresa?

Embora a pesquisa de Dweck seja baseada em mentalidades de estudantes, isso não quer dizer que esses padrões de pensamento não nos sigam até a idade adulta. Sua equipe provavelmente é composta de uma mistura de mentalidades fixas e de crescimento. Então, como você pode ter certeza de que as características positivas da mentalidade de crescimento superam em muito a mentalidade fixa para você e sua equipe?

Desmonte a estrutura

Por desmontar, não queremos dizer que você deva destruir todos os processos de trabalho. Em vez disso, encorajamos novas maneiras criativas de pensar. Hierarquias niveladas, culturas empresariais abertas e uma atitude de escritório que valoriza um processo novo e bem-sucedido de conclusão de projetos podem incentivar uma mentalidade de crescimento.

Ao criar uma mentalidade de equipe aberta, destemida e colaborativa, você também eliminará as zonas de conforto. Certifique-se de que ninguém nunca tenha medo de tentar algo novo para melhorar e desenvolver novas habilidades. O Dropbox Paper ajuda sua equipe a trabalhar perfeitamente em conjunto. O uso de recursos de colaboração e de comunicação integrados reúne os membros da sua equipe de uma forma mais fluida e transparente, empurrando-os para fora de suas zonas de conforto habituais, confortavelmente.

Coloque estratégias em prática

Os indivíduos de mentalidade fixa podem nunca ter pensado de forma significativa sobre estratégia. Afinal, se você sempre acreditou que talento ou dons naturais iriam lhe ajudar, é improvável que esteja preparado para quando eles não o ajudarem. Da mesma forma que os professores ajudam os alunos a descobrir novas estratégias de aprendizagem, independentemente de suas mentalidades, você pode ajudar sua equipe a descobrir novas formas de desempenho em suas funções.

Isso pode ser tão simples quanto adotar ferramentas digitais específicas para tornar tudo mais simplificado e criar novos processos de pensamento. Ou pode envolver encorajar indivíduos que operam com características fixas a trabalhar em estreita colaboração com pessoas que você sabe ter uma abordagem muito mais aberta em sua própria mentalidade.

Deixe a falha ocorrer

Um dos aspectos mais eficazes de qualquer processo de aprendizagem é o fracasso. É uma atitude que o Dropbox apoia. O que você deve fazer, sem dúvidas, é celebrar o fracasso como um caminho para o sucesso. Um indivíduo de mentalidade fixa verá o fracasso como inevitável, descartando-o com “por que eu esperava que isso fosse diferente?”. É por isso que vários funcionários do Dropbox produziram um zine para ajudar a educar e incentivar seus colegas a ver o fracasso de uma maneira diferente. A expectativa é de que o fracasso abra caminho para o aprendizado essencial e para o crescimento. Portanto, não deixe que a ideia de “nunca vou conseguir fazer isso” se enraíze, em vez disso, incuta a ideia de “ainda não, mas quem sabe um dia”.

A falsa mentalidade de crescimento

Você provavelmente já fez isso: definiu novas medidas, transformou seu local de trabalho, até mesmo sua equipe, mas pode ser difícil discernir se você caiu na armadilha da falsa mentalidade de crescimento. No sentido mais geral, uma mentalidade de crescimento é aquela que está aberta à mudança e a novas ideias, mas essas características são fáceis de emular sem realmente se comprometer com elas. A pessoa mais importante para garantir que isso não aconteça é você.

Como líder da equipe, você precisa se certificar de que os gatilhos de mentalidade fixa sejam eliminados de seu escritório. É tentador considerar indivíduos naturalmente talentosos como trabalhadores preferenciais dignos de mais elogios. Mas ao fazer isso, você está apenas incentivando a ideia de que uma mentalidade fixa é o único caminho, em vez de promover a ideia de que qualquer pessoa pode ser sua melhor versão quando se esforça.

Em vez disso, encontre maneiras de incentivar o potencial inexplorado em sua equipe ou os membros de sua equipe que ainda estão se descobrindo. Por exemplo, projetos estendidos podem ajudá-los a ir além das suas responsabilidades cotidianas e a estabelecer suas próprias metas de crescimento no local de trabalho. Como alternativa, simplesmente pedir informações de quem normalmente não fala pode ajudar os membros da equipe a se envolver com sua organização em seus próprios termos.

Vincule o sucesso ao bem-estar

Se seus funcionários pensarem que não importa o que fizerem, apenas os “talentosos” serão reconhecidos, sua empresa perderá talentos ainda inexplorados ou não desenvolvidos. Indivíduos com incríveis mentalidades de crescimento serão levados a aplicar essas características em outras áreas da vida pessoal, em vez de tentarem se esforçar no trabalho se não virem nenhuma recompensa. Se eles não virem recompensa pelo esforço feito além da zona de conforto para procurar alcançar mais em seu trabalho, eles, invariavelmente, ficarão desmotivados, e isso pode afetar o bem-estar geral.

É essencial que você também adote novas abordagens. Tal como com qualquer coisa, a mudança deve sempre ser modelada por uma excelente liderança. Tente entender melhor os jogadores da sua equipe e saiba que qualquer cenário em que o fracasso seja uma possibilidade naturalmente desencadeará uma sensação defensiva em praticamente todo mundo. Certifique-se de que cada falha seja assumida pela equipe e seja sempre acompanhada por uma estratégia de resolução. Defina um caminho para superar qualquer contratempo no futuro. A mentalidade certa é aquela que permite o crescimento, não apenas para sua empresa e sua equipe, mas para você também — como líder.