O que é nuvem? - Dropbox

Todos ouvimos falar da “nuvem”, mas, para alguns de nós, isso continua sendo um mistério. Saiba por que a “nuvem” é tão importante para empresas e indivíduos.

O que é a computação em nuvem e como ela funciona?

Você pode ter alguma ideia do que é a nuvem e quais os serviços que ela fornece, mas vamos examinar mais de perto exatamente como tudo funciona e por que a nuvem se tornou tão importante e tão rapidamente. É bem provável que, mesmo que você não saiba nada sobre serviços de computação em nuvem, já os tenha usado em algum momento.

“Nuvem” é a abreviação de “computação em nuvem”, e se refere a tarefas e serviços que são fornecidos ou hospedados por meio da Internet com pagamento conforme o uso. As pessoas já conseguem armazenar, operar e gerenciar dados via internet há algum tempo, mas a computação em nuvem descreve serviços pagos que fazem isso em uma escala muito maior.

Em primeiro lugar, é importante esclarecer que a nuvem não é toda virtual e, embora seus arquivos não possam ser salvos diretamente no computador, eles ainda precisam estar conectados a algum hardware, em algum lugar do mundo. Quando você envia algo para a nuvem, por meio de um serviço como o Dropbox, o arquivo será enviado pela internet para um servidor, um servidor físico, real. Os provedores de serviços em nuvem terão centenas e milhares de servidores físicos, conhecidos coletivamente como “farm de servidores”, localizados em centro de processamento de dados ao redor do mundo.

Assim, em seu nível mais simplificado, a nuvem é um conjunto de servidores e centros de processamento de dados espalhados pelo mundo nos quais podemos armazenar dados.

Essencialmente, trata-se de uma unidade de armazenamento digital onde você pode manter todos os seus arquivos; a grande diferença é que, com uma unidade de armazenamento, você tem que ir fisicamente lá para acessar seus arquivos, enquanto que, com a nuvem, você pode acessá-los de qualquer dispositivo desde que tenha conexão com a internet.

Para ser claro, “a nuvem” não é uma entidade física única. É um pouco mais abstrato do que isso. A “nuvem” é essencialmente uma metáfora da própria internet. Quando você armazena um arquivo na nuvem, está armazenando-o on-line. Qualquer pessoa com os recursos e a infraestrutura certos pode hospedar a própria nuvem, mas essa não é uma tarefa fácil e, certamente, não é barato, então, quando falamos sobre o uso de um serviço de nuvem, estamos falando de serviços de alto nível oferecidos por um provedor como o Dropbox.

Para uma comparação, vamos usar a eletricidade como exemplo. Seria muito caro e exigiria manutenção demais manter um gerador privado em sua casa. Então, em vez disso, temos fornecedores de energia que essencialmente operam um grande gerador que qualquer um pode acessar, e todos nós pagamos pelo que usamos. Do mesmo modo, é muito mais eficiente e econômico permitir que um provedor de serviços de nuvem hospede e armazene seus dados, em vez de criar sua própria infraestrutura.

Outras funções fora dos serviços de armazenamento em nuvem

Embora em seu nível mais simples a nuvem seja uma solução de armazenamento digital, a computação em nuvem pode ser dividida em três funções principais diferentes: IaaS (infraestrutura como serviço), PaaS (plataforma como serviço) e Saas (software como serviço).

  • IaaS (infraestrutura como serviço) se refere a provedores de nuvem que oferecem espaço em seus servidores para qualquer coisa, desde armazenamento de dados até hospedagem da web. Nesse caso, você ainda gerenciaria e manteria os dados, o site ou o aplicativo, enquanto o provedor de nuvem simplesmente alugaria os recursos de computação para isso.

    Usar o Dropbox para armazenamento de arquivos é um exemplo de IaaS. Você pode acessar, alterar e adicionar dados conforme quiser, enquanto o Dropbox fornece os servidores para hospedá-los.

    Outro exemplo seria a Netflix, que usa modelos de IaaS para gerenciar eficientemente as enormes pilhas de dados constantemente acessadas por clientes de todo o mundo, permitindo a nós acessar conteúdo rapidamente, sem termos de baixar nenhum arquivo e sem que a Netflix precise construir seu próprio centro de processamento de dados para armazenar seu catálogo de conteúdo em constante crescimento.

    Enquanto isso, quase todos os sites que você visita são hospedados por meio da nuvem graças aos modelos de IaaS.
  • PaaS (plataforma como serviço) é semelhante ao IaaS, mas dá um pouco mais de controle ao provedor de nuvem. No passado, desenvolver software e testá-lo localmente era uma tarefa onerosa, em termos de tempo, dinheiro e espaço. A PaaS fornece uma plataforma virtual para desenvolvimento e teste de backend, fornecendo aos programadores uma estrutura virtual que pode ser usada para desenvolver software on-line, com todos os servidores e armazenamento ainda manipulados pelo provedor. Assim, em vez de arriscar uma perda desenvolvendo e testando localmente, os modelos PaaS oferecem uma solução virtual.
  • SaaS (software como serviço) se refere a qualquer software executado por meio da nuvem. Veja o Dropbox Paper, por exemplo. Com esse aplicativo, você pode criar, editar, compartilhar e colaborar em arquivos de texto on-line, e não precisa se preocupar com instalação e configuração ou com o aplicativo ocupando espaço em sua máquina, o provedor de nuvem cuida de tudo isso. Você pode simplesmente acessar o aplicativo sob demanda e trabalhar nos arquivos de qualquer dispositivo. Outro exemplo de SaaS seria uma extensão como Grammarly, que é executado on-line diretamente por meio do seu navegador web.

Em outras palavras, os modelos de IaaS oferecem o máximo controle sobre seus recursos e atendem aos administradores na hospedagem e no armazenamento, os modelos de PaaS oferecem menos controle e atendem aos desenvolvedores na criação, e os modelos de SaaS oferecem o menor controle e atendem aos usuários finais no consumo.

O que é a nuvem híbrida?

Falando um pouco mais em termos técnicos, existem nuvens públicas, nuvens privadas, nuvens híbridas e multiclouds.

A nuvem pública se refere a serviços em nuvem que qualquer pessoa pode utilizar. Os serviços do Dropbox, por exemplo, são todos serviços em nuvem pública. Qualquer pessoa que usa o Dropbox está alugando uma parte de seu espaço no servidor, então a nuvem pública pode ser vista como um ambiente compartilhado, como um escritório grande, mas todos têm sua própria mesa e armários seguros.

A nuvem privada é muito diferente, pois a máquina virtual e toda a infraestrutura de nuvem serão dedicadas a um único cliente. Você ainda estará hospedando tudo por meio da internet, mas o servidor que hospeda seus dados será seu e somente seu. Alguns podem optar por usar uma nuvem privada para um pouco de segurança adicional, enquanto outros podem precisar usar a nuvem privada para desempenho; pois o servidor em que seus dados estão hospedados não será dividido entre vários clientes, ele pode colocar todo o seu poder de processamento em suas necessidades.

As nuvens privadas também oferecem ao cliente controle total sobre como o servidor é gerenciado, protegido e armazenado em backup, diferente das nuvens públicas. Embora a maioria das pessoas provavelmente use a nuvem pública, a nuvem privada certamente favorece aquelas que lidam com big data, na área de petabytes.

As nuvens híbridas usam servidores internos e servidores de nuvem pública, para que você possa manter documentos maiores ou mais privados na nuvem privada, mas manter todo o resto na nuvem pública.

Uma multicloud é quando uma empresa faz uso de várias nuvens públicas diferentes, ao contrário de usar uma combinação de nuvem privada e pública como uma híbrida. Isso geralmente ocorre porque diferentes provedores de serviços de nuvem oferecem serviços diferentes e uma empresa pode precisar de todos eles.

Os benefícios da nuvem para empresas

Quando se trata de empresas, os benefícios da computação em nuvem vão muito além de seu papel como uma solução de armazenamento simples. A computação em nuvem tornou-se um fator essencial para a produtividade, eficiência, crescimento e organização de locais de trabalho modernos. Alguns dos principais benefícios da computação em nuvem para empresas são:

  • Custos: fazer tudo no local pode ser extremamente caro. Manter sistemas e equipamentos de TI no local é uma despesa desnecessária com a nuvem. Como um serviço pago conforme o uso, a computação em nuvem reduzirá significativamente os custos não apenas de hardware, mas também de pessoal e consumo de energia. Além disso, menos tempo gasto para lidar com problemas de TI significa mais tempo para focar em suas metas.
  • Recuperação de desastres: fazer backup de todos os seus arquivos e dados importantes na nuvem oferece uma proteção extra crucial. Você corre um grande risco se mantiver tudo armazenado em apenas um lugar, qualquer coisa, desde um desastre natural a interrupções repentinas de energia e um ataque de malware, pode deixá-lo de mãos vazias a qualquer momento. Como tal, a nuvem fornece um serviço extremamente importante fazendo backup de seus dados em vários servidores em vários locais.
  • Proteção e segurança de dados: do mesmo modo, e apesar do que alguns possam acreditar, os serviços de computação em nuvem oferecem excelente segurança na nuvem para seus dados privados. Você pode assumir que é mais seguro manter tudo onde você pode ver, mas você pode pensar na nuvem como um cofre no banco. Os provedores de serviços em nuvem priorizarão a segurança e a proteção de seus dados, que serão criptografados e, na maioria dos casos, você poderá definir suas próprias configurações de segurança na nuvem. Assim como um cofre no banco foi projetado para ser a maneira mais segura de armazenar objetos de valor, a nuvem foi projetada para ser a maneira mais segura de armazenar dados.
  • Escalabilidade: a computação em nuvem oferece às empresas um pouco de flexibilidade extra para crescer ou, em alguns casos, diminuir. Quanto maior for a sua empresa, mais espaço, tempo e dinheiro necessários para operá-la, e a possibilidade de usar a nuvem conforme e quando necessário fornece um ambiente virtual para facilitar esse crescimento. Por outro lado, se a empresa diminuir, você saberá que não estará pagando por equipamentos ou recursos que não precisa mais, pois, nos serviços de computação em nuvem, você paga apenas pelo que usar.
  • Flexibilidade: com tudo armazenado e operado pela nuvem, você tem a flexibilidade de trabalhar em qualquer lugar do mundo. À medida que o conceito tradicional do local de trabalho continua a evoluir rapidamente, a computação em nuvem desempenha um papel fundamental ao permitir que as empresas funcionem virtualmente. A computação em nuvem também facilita a capacidade de acessar e trabalhar em arquivos e dados de dispositivos móveis, o que é cada vez mais importante.
  • Colaboração: do mesmo modo, poder não só salvar seus arquivos na nuvem, mas também criá-los e editá-los na nuvem incentiva uma colaboraçãomais eficiente. Com a computação em nuvem, você pode ter uma equipe de dez pessoas trabalhando em diferentes locais no mesmo documento, tornando a organização e o gerenciamento de recursos dentro de uma equipe mais simples do que nunca.

Vantagens da computação em nuvem para uso pessoal

Fora do escritório, há muitas maneiras de se beneficiar da utilização de soluções em nuvem em casa. A vantagem mais clara é, naturalmente, o espaço que você economizará. Se você não faz uso do armazenamento em nuvem no momento, a maioria dos seus arquivos provavelmente é salva em seu computador ou smartphone. Se você ficar sem espaço nesse dispositivo, pode optar por um disco rígido externo e, se ele for preenchido, você receberá um segundo disco rígido externo, e assim por diante. De repente, torna-se muito mais complicado encontrar aquele documento antigo que você precisa urgentemente.

Ter todos os seus arquivos salvos em um único lugar virtual, que na verdade não ocupa nenhum espaço pessoal, ajudará você a manter tudo organizado e sob controle, economizando dinheiro na compra de hardware. Também ajudará a melhorar o desempenho do seu dispositivo à medida que você migra uma grande parte dos seus arquivos para a nuvem.

Enquanto isso, softwares fáceis de usar e baseados em nuvem, como o Dropbox Paper, em vez de usar aplicativos que exigem download e instalação, também economizarão muito espaço e ajudarão a manter tudo em ordem. Grande parte desse software pode ser usada como aplicativos móveis ou aplicativos web, portanto, usar software baseado em nuvem significa que você pode trabalhar e criar a partir de qualquer dispositivo, de qualquer lugar.

Compartilhar arquivos com seus entes queridos também se torna muito mais fácil, você pode, por exemplo, configurar um álbum de fotos colaborativo que qualquer pessoa da sua família possa acessar.

Os benefícios da computação em nuvem são evidentes, quer esteja utilizando-a em casa ou no trabalho: a nuvem pode aumentar a produtividade, melhorar a organização, aprimorar a colaboração e reduzir os custos, mantendo os seus dados seguros e protegidos.